quarta-feira, 23 de agosto de 2017

O lembrai-Vos de São Bernardo


A lindíssima oração do Memorare ( Lembrai-Vos)



“Lembrai-Vos, ó piíssima Virgem Maria...”
Cada palavra tem sua aplicação. O que quer dizer, “piíssima”? Piedosa, tem como superlativo piedosíssima. Mas resume-se dizendo “piíssima”. “Piedosa”, neste caso, não quer dizer rezar muito, mas sim, ter largamente piedade e compaixão dos outros. Poder-se-ia dizer: “Lembrai-Vos, ó compassivíssima Virgem Maria”, que tem muita compaixão, que perdoa muito.

“...que nunca se ouviu dizer...”
A oração começa por essa afirmação, “nunca se ouviu dizer”, ou seja, em nenhum tempo ou lugar, em toda a Terra, alguém, tendo pedido alguma coisa a Ela, foi desamparado.

“...que tendo alguém recorrido à vossa proteção, implorado a vossa assistência, reclamado o vosso socorro, fosse por Vós desamparado...”
Ou seja, “quem, pedindo vossa proteção, implorando que Vós o acompanheis, que olheis para ele, que o sigais, Vós sempre atendeis. Lembrai-Vos disso no meu caso, para que não seja eu a primeira exceção na história de vossa glória.” É uma linda proclamação. Em nenhuma época do mundo a Virgem Maria deixou de atender àqueles que pedem a Ela, em nenhum caso, em nenhuma circunstância.


“Animado eu, pois, com tal confiança, a Vós, ó Virgem entre todas singular...”
Quer dizer: “Vós sois mais Virgem do que todas as virgens, sois a Santa Virgem das virgens.” Pois Ela está para as virgens como as virgens estão para as que não são virgens. Nenhuma virgem do mundo teve a virgindade d’Aquela que foi virgem, antes, durante e depois do parto.

“...como a Mãe recorro e de Vós me valho...”
É como dizer: “Eu me dirijo a Vós como a minha mãe”.
Há algo emocionante, que não raras vezes se dá: os feridos no campo de batalha durante uma guerra padecem, muitas vezes, durante horas e horas, com dores, sangrando, sentindo fome, sede e cansaço. Ficam abandonados. Naturalmente, nesse apuro eles gritam. A maior parte dos gritos é pela mãe! São homens às vezes que perderam a mãe quando eram pequeninos, porém, na hora da morte, é pela mãe que eles bradam.
Ninguém é capaz de amar tanto a alguém, quanto uma boa mãe ama o seu filho.
Mesmo sendo o último dos homens, não há problema, pois Nossa Senhora é a mais alta e a mais excelsa de todas as mães. A compaixão d’Ela vale mais do que os castigos merecidos por nossos pecados. Se nossos pecados são um abismo, a compaixão de Nossa Senhora é uma montanha muito maior do que esse abismo.

“...e gemendo sob o peso dos meus pecados, me prostro aos vossos pés...”
Lembrai-Vos é, por definição, a oração de um pecador. Por isso a oração termina dizendo: “...gemendo sob o peso de meus pecados me prostro aos vossos pés”. É um pecador que está gemendo sob o peso de seus pecados, mas posto aos pés da Virgem Santíssima. Portanto, se temos a desgraça de estar em pecado, não deixemos de rezar essa oração com confiança, porque é a oração do pecador: “E gemendo sob o peso dos meus pecados me prostro aos vossos pés.”

“Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Verbo de Deus humanado...”
O coração da mãe está sempre aberto para perdoar e afagar o filho.
“Minha Mãe — Vós sois a Mãe de Jesus Cristo, o Verbo que se fez homem, mas a minha também —, não desprezeis as minhas súplicas. Elas bem podem ser desprezadas, pois são súplicas, por si mesmas, inválidas. Porém, não as desprezeis, porque sou vosso filho e um filho pode pedir isso a sua mãe.”

“...mas dignai-Vos de as ouvir propícia...”
Tem-se a impressão de que Nossa Senhora vai se inclinar bondosamente e ouvir a oração.

“...e alcançar o que Vos rogo. Assim seja.”
O que se está pedindo? Pode ser a emenda de um defeito, de um vício, a aquisição de uma virtude. Tomando em consideração tudo quanto a Igreja ensina sobre Nossa Senhora, temos todos os motivos para crer que Ela vai obter o que rogamos. Devemos pedir tudo à Santíssima Virgem com muito empenho e ardor, mas, sobretudo algo que sobremaneira A agrada: a graça de sermos bons.
O que Ela quer de nós é que estejamos na graça de Deus e cheguemos ao Céu. Pedir forças para nossa salvação é pedir aquilo que as santas mãos de Maria estão transbordando para nos conceder.
***
MEMORARE, O piissima Virgo Maria, non esse auditum a saeculo, quemquam ad tua currentem praesidia, tua implorantem auxilia, tua petentem suffragia, esse derelictum. Ego tali animatus confidentia, ad te, Virgo Virginum, Mater, curro, ad te venio, coram te gemens peccator assisto. Noli, Mater Verbi, verba mea despicere; sed audi propitia et exaudi. Amen.


LEMBRAI-VOS, ó piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que têm recorrido à vossa proteção, implorado a vossa assistência e reclamado o vosso socorro, fosse por vós desamparado. Animado eu, pois, com igual confiança, a vós, Virgem entre todas singular, como a Mãe recorro, de vós me valho; e, gemendo com o peso de meus pecados, me prostro a vossos pés. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado, mas dignai-vos de as ouvir propícia, e de me alcançar o que vos rogo. Amém.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Sábado de formação em nossa capela


Bom dia! Salve Maria!

No próximo sábado (05/08), teremos duas conferências:

Às 16h30min - Presença de Deus
Às 18h - Resumo da crise na Igreja

Às 19h30min, o Rev. Pe. Ernesto Cardozo dirá a Santa Missa e logo após terá exposição do Santíssimo Sacramento.


Viva Cristo Rei!!!