quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

MAIS ATAQUES DO BISPO GUBIOTTI (VÍDEO + REFUTAÇÕES)





"Resistir a esses escândalos significa viver a fé, a conservar pura de todo contágio, manter a graça em nossas almas. Não resistir significa deixar-nos intoxicar lenta, mas seguramente e tornar-nos protestantes sem o saber.” 
 -Monsenhor Marcel Lefebvre.


Continuamos nosso combate pela Fé e pela Verdade, pois um dia prestaremos contas a Nosso Senhor de todos os nossos atos.

Recebemos um vídeo no qual está gravado exatamente o sermão do Bispo Gubiotti do dia 11/01/15, e refutaremos ponto a ponto o que foi dito, para esclarecer as almas de boa vontade, que são enganadas todos os dias por esse tipo de “pastor”.

Segue o vídeo e as refutações:


video




1) Primeiro cumpre esclarecer que “Comunidade religiosa” é uma comunidade onde vivem religiosos (as), como um mosteiro, um convento, por exemplo. Como sempre o senhor Bispo demonstra falar do que não sabe e, dessa forma, continuar levando os fiéis ao erro. 

A Missão Cristo Rei é uma comunidade católica, formada por fiéis católicos que desejam permanecer unidos à Igreja Católica Apostólica Romana, com sede na cidade de Ipatinga.


2) O bispo Gubiotti mente quando afirma que estamos “apartados da fé” - Contestamos tal mentira com as palavras de Monsenhor Lefebvre: “Pelo contrário, negamo-nos e sempre nos temos negado a seguir a Roma de tendência neomodernista e neoprotestante que se manifestou claramente no Concílio Vaticano II, e depois do Concílio em todas as reformas que dele surgiram. e “nenhuma autoridade, nem sequer a mais alta na hierarquia, pode obrigar-nos a abandonar ou a diminuir a nossa fé católica, claramente expressa e professada pelo magistério da Igreja há dezenove séculos”. (Declaração de Monsenhor Lefebvre de 1974


3) De fato, não temos ligação alguma com essa comunidade e este bispado a que se refere Gubiotti. De fato, OBEDECEMOS a toda a Tradição da Igreja Católica, a todo o Magistério Bimilenar da Santa Madre Igreja. Não é possível aceitar um reles documento pastoral, que veio contrariar toda a Doutrina bimilenar da Igreja, isto não é possível. Não compactuamos com a subversão da Verdadeira e Única Fé Católica. 

Para maiores informações a respeito do que defendemos, leiam a Declaração de Monsenhor Lefebvre de 1974

O livro de Monsenhor Lefebvre recomendado às almas de boa fé: “Acuso o Concílio”, onde ele explica claramente como a “Igreja conciliar” se opõe à Igreja de sempre.


4) Sem o menor escrúpulo o  bispo diz: ”A orientação foi dada para que nós aqui não, não entre enganado, sem saber.” - Onde está o temor de Deus deste senhor? Com mentiras e injúrias pretende “não enganar” as pessoas? Como isto é possível bispo?


5) Continua a zombar da fé e do povo, quando diz: "Ah que Missa bonita em latim, a gente não vê mais isso, né.”  - A Missa Tridentina, que não é meramente uma Missa em latim, encanta as pessoas, pois desperta a fé que foi destruída nesses últimos 50 anos. Mas não é pela beleza dela que devemos amá-la, mas porque é a renovação incruenta do Sacrifício Redentor de Cristo. Não é festa, não é zombaria, como na maioria (99.9%) das Paróquias do mundo nos últimos 50 anos.


6) Mais uma mentira gravíssima dita pelo bispo: “Existe Missas em latim que foram aprovadas pela igreja, né, os padres celebram em comunhão com o Papa Francisco. Não é o caso dessa comunidade.” -  Notem que este bispo, além de não saber o que fala, demonstra ter tido uma péssima formação sacerdotal, visto não se tratar de “Missa em latim”, trata-se da Missa Tridentina, a Missa de SEMPRE, que JAMAIS FOI PROIBIDA (nem pelo herético concílio que o bispo tanto defende, apesar de não conhecer), que JAMAIS PODERIA SER PROIBIDA, que JAMAIS NECESSITOU DE QUALQUER APROVAÇÃO. A Santa Missa é INCRITICÁVEL, quem ousa criticar o Rito Romano Tradicional vai contra os ensinamentos Católicospois, na Bula a respeito, São Pio V deixa claro que o rito é PERFEITO e IRRETOCÁVEL. A Missa Tridentina é o Rito de São Pio V. É o rito usado antes do CVII, o rito que foi rezado e assistido pelos SANTOS, é uma missa que nunca pode acabar, é a verdadeira Missa Católica. Não nos deixemos enganar por um falso e mentiroso pastor que ignora a doutrina bimilenar da Santa Madre Igreja! Para maiores esclarecimentos e desmitificações leiam a Bula Quo Primore tempore do Papa São Pio V. 


"(...) E a fim de que todos, e em todos os lugares, adotem e observem as tradições da Santa Igreja Romana, Mãe e Mestra de todas as Igrejas, decretamos e ordenamos que a Missa, no futuro e para sempre, não seja cantada nem rezada de modo diferente do que esta, conforme o Missal publicado por Nós, em todas as Igrejas(...) Além disso, em virtude de Nossa Autoridade Apostólica, pelo teor da presente Bula, concedemos e damos o indulto seguinte: que, doravante, para cantar ou rezar a Missa em qualquer Igreja, se possa, sem restrição seguir este Missal com permissão e poder de usá-lo livre e licitamente, sem nenhum escrúpulo de consciência e sem que se possa encorrer em nenhuma pena, sentença e censura, e isto para sempre(...) e a presente Bula não poderá jamais, em tempo algum, ser revogada nem modificada, mas permanecerá sempre firme e válida, em toda a sua força." -São Pio V, trechos da Bula Quo Primore Tempore

7)  Outra citação absurda e contraditória do bispo Gibiotti: “Então, se eu participo de uma Missa dessa eu começo a romper a comunhão; eu me coloco fora da igreja, católica apostólica romana, né.” – Primeiramente, como é possível que um bispo ecumênico, que aceita e até prestigia as diversas seitas demoníacas, tem a pachorra de fazer absurda afirmação, dar este “conselho”?!?! Como ousa criticar os fiéis que desejam permanecer católicos e confundir as almas que com mais esta mentira?!?! Como participar da Missa Tridentina pode colocar alguém fora da Igreja? Mentiras atrás de mentiras, esse é o fruto do Concílio Vaticano II: mentiras e confusão. Mas ele tem razão, pois quem é fiel à Missa Tridentina não pertence à igreja conciliar da qual ele é bispo.


8) O bispo ainda insiste, para amedrontar mesmo as pobres almas: “É uma orientação pastoral de defesa da fé, né, católica, só isso.” – Que fé católica este senhor defende se contraria o Magistério Bimilenar da Igreja? Um homem que não tem temor de Deus não pode “orientar almas”, sobretudo quando vai contra a ordem do Papa São Pio V – MAGISTÉRIO DA IGREJA - que foi bem claro, na referida Bula: ”Assim, portanto, que a ninguém absolutamente seja permitido infringir ou, por temerária audácia, se opor à presente disposição de nossa permissão, estatuto, ordenação, mandato, preceito, concessão, indulto, declaração, vontade, decreto e proibição. Se alguém, contudo, tiver a audácia de atentar contra estas disposições, saiba que incorrerá na indignação de Deus Todo-poderoso e de seus bem-aventurados Apóstolos Pedro e Paulo”.


9) Continua Gubiotti: “E com todo respeito a estes nossos irmãos. São irmãos nossos.” – O bispo acaba de contrariar a Doutrina da Igreja durante todo o seu "sermão", acaba de ensinar mentiras sobre a verdadeira Missa de Sempre, e nos chama de “irmãos”. NÃO, NÃO SOMOS IRMÃOS, POIS NÃO COMPARTILHAMOS A MESMA FÉ. Seus irmãos são os protestantes, macumbeiros, budistas, muçulmanos; estes, sim, são seus irmãos. O senhor bispo é um herege modernista, está na apostasia, fora da Igreja Católica Apostólica Romana, precisa se converter, se confessar e reparar o mal que causou.

Salve Maria, Mãe do meu Salvador!


-Carla D'Amore

*A Missão Cristo Rei rezará pela conversão à Igreja Católica deste pobre bispo desnorteado e de seus seguidores.




***

LEIA TAMBÉM: 

0 comentários:

Postar um comentário